Graduação em Direito - Milton Campos

Os bacharéis graduados pela Milton Campos estão entre os mais requisitados pelo mercado profissional brasileiro, segundo pesquisa feita junto aos empregadores pelo ‘Ranking Universitário’ (RUF) do jornal Folha de S. Paulo. Os egressos da Milton Campos também ocupam o primeiro lugar no ranking de aprovação no Exame de Ordem da OAB em Minas Gerais, entre as faculdades particulares do Estado, e estão entre os de melhor desempenho nos concursos recentes para a Magistratura, o Ministério Público e outras instituições públicas da área jurídica. 

Além de habilitar seus graduados a ocupar bons espaços profissionais, o curso de graduação da Milton Campos habilita-os a prosseguirem os estudos em nível de pós-graduação, seja para dedicação à vida acadêmica, seja para aperfeiçoamentos na área profissional.

O curso de Direito da Milton Campos nasceu da iniciativa de um grupo de juristas, advogados e profissionais liberais de Belo Horizonte que, no início da década de 1970, queriam dotar Minas Gerais de uma faculdade que formasse não apenas bons profissionais, mas "uma faculdade de direito diferenciada, que oferecesse aos seus alunos uma formação crítica, ética e compromissada com os valores da democracia e dos direitos humanos e sociais".

Dentre esses profissionais, encontrava-se o professor Sílvio De Marco, membro do Conselho Federal de Educação, que assumiu a coordenação da implantação, adotando as primeiras providências. Em contato com o ex-ministro da Educação Abgar Renault, surgiu a ideia de homenagear o ex-professor de direito, ex-governador de Minas Gerais, ex-senador e ex-ministro da Justiça, Milton Soares Campos, sugestão acolhida pelos fundadores, que deram o nome do ilustre mineiro à nova instituição.

Foi criado, então, em 1973, o Centro Educacional de Formação Superior (Cefos) e em 1976 foi realizado o primeiro concurso vestibular para seleção de alunos da nova faculdade.

Curso de

Direito

Os bacharéis graduados pela Milton Campos estão entre os mais requisitados pelo mercado profissional brasileiro, segundo pesquisa feita junto aos empregadores pelo ‘Ranking Universitário’ (RUF) do jornal Folha de S. Paulo. Os egressos da Milton Campos também ocupam o primeiro lugar no ranking de aprovação no Exame de Ordem da OAB em Minas Gerais, entre as faculdades particulares do Estado, e estão os de melhor desempenho nos concursos recentes para a Magistratura, o Ministério Público e outras instituições públicas da área jurídica.

Além de habilitar seus graduados a ocupar bons espaços profissionais, o curso de graduação da Milton Campos habilita-os a prosseguirem os estudos em nível de pós-graduação, seja para dedicação à vida acadêmica, seja para aperfeiçoamentos na área profissional. 

GRADE CURRICULAR

Clique aqui e confira a Matriz Curricular vigente.

 

 

ESTRUTURA CURRICULAR

Autorizado a funcionar pela Portaria Ministerial - MEC nº 2.883 de 14/12/2001.

Renovação de reconhecimento Portaria DIREG/SERES nº 703 de 18/12/2013, publicada no DOU de 19/12/2013.

O Centro Educacional de Formação Superior desenvolveu e estruturou a grade curricular para o curso de Ciências Contábeis tendo por base os princípios emanados na Resolução nº 3, de 05/10/92, as Diretrizes Curriculares e o Parecer MEC/CES 287/2000, da Câmara de Educação Superior, de 14 de março de 2000, homologado pelo Ministro de Estado da Educação.

 

O regime escolar proposto é o semestral.

A estrutura semestral imprimirá ao curso uma dinâmica mais ágil, possibilitando a convivência com um maior número de professores, de modo a incorporar ao curso diversificadas visões e abordagens.

Adicionalmente, pode-se mencionar como vantagens da estrutura semestral:

  • menor número de disciplinas a cada semestre;
  • maior flexibilidade na montagem da grade curricular e no plano de estudos do aluno;
  • maior número de aulas de uma mesma disciplina a cada semana;
  • maior seriedade do aluno desde o princípio do semestre, uma vez que o ritmo das atividades é mais ágil;
  • maior possibilidade de que a escola trabalhe estruturas curriculares mais flexíveis, oferecendo ao aluno alternativas de disciplinas que, embora obrigatórias, possuam conteúdos que possam complementar inovações ou áreas de interesses de grupos de alunos;
  • o número de vagas é 187, distribuídas em duas turmas no turno diurno com 44 e 43 vagas respectivamente e duas turmas no turno noturno, cada uma com 50 lugares.
 

Aldo Eduardo Santos Silva

Mestre

 

Alexandre Antônio Alkimim Teixeira

Doutor

 

Alexandre Veloso de Abreu

Doutor

 

Aline França Campos

Doutora

 

Ana Luísa de Navarro Moreira

Mestre

 

Ana Paula Araújo Ribeiro Diniz

Mestre

 

André Rennó Lima Guimarães

Mestre

 

André Rubião Resende

Doutor

 

Angela Maria Albuquerque de Paula Ricardo

Mestre

 

Antônio Marcondes Araújo

Mestre

 

Arthur Magno e Silva Guerra

Doutor

 

Beatriz Gontijo de Brito

Mestre

 

Caetano Levi Lopes

Mestre

 

Camilo Machado de Miranda Porto

Mestre

 

Carlos Augusto Junqueira Henrique

Mestre

 

Christiana Noronha Renault

Mestre

 

Daniel Henrique Rennó Kisteumacher

Mestre

 

Daniela Rafael de Andrade

Mestre

 

Daniela Recchioni Barroso

Mestre

 

David França Ribeiro de Carvalho

Mestre

 

David Massara Joanes

Mestre

 

Dinorá Carla de Oliveira Fernandes

Mestre

 

Eduardo Carone Costa Júnior

Doutor

 

Eduardo Magalhães Ferreira

Mestre

 

Elcio Fonseca Reis

Doutor

 

Electra Maria Almeida Benevides

Mestre

 

Epaminondas Fulgêncio Neto

Mestre

 

Felipe Quintella Machado de Carvalho

Mestre

 

Fernanda Aparecida Mendes e Silva Garcia e Assumpção

Mestre

 

Fernanda Nigri Faria

Mestre

 

Flávia Augusta Vianna Diniz Lasmar

Mestre

 

Gustavo Ribeiro Rocha

Mestre

 

Henrique Napoleão Alves

Mestre

 

Hildebrando Pontes Neto

Mestre

 

Hugo Leonardo Teixeira

Mestre

 

Jason Soares de Albergaria Neto

Doutor

 

José Mauro Catta Preta Leal

Mestre

 

Juliana Franco Fulgêncio

Mestre

 

Laura Ferreira Diamantino Tostes

Mestre

 

Lucas de Alvarenga Gontijo

Doutor

 

Luciana Cristina de Souza

Doutora

 

Luciana Moraes Raso Sardinha Pinto

Doutora

 

Luciano Santos Lopes

Doutor

 

Ludmilla Feres Faria

Doutora

 

Luiz Cláudio Silva Caldas

Mestre

 

Luiz Ronan Neves Koury

Mestre

 

Maíra Neiva Gomes

Mestre

 

Márcio Luis de Oliveira

Doutor

 

Mariana Alves Lara

Mestre

 

Mateus Simões de Almeida

Mestre

 

Mônica Aragão Martiniano Ferreira e Costa

Mestre

 

Patrícia Henriques Ribeiro

Mestre

 

Paulo José Ângelo Andrade

Mestre

 

Paulo Tadeu Righetti Barcelos

Mestre

 

Pedro Gustavo Gomes de Andrade

Mestre

 
 

Plínio Salgado

Mestre

 

Renata Silva Souza

Mestre

 

Renato Dolabella Melo

Mestre

 

Ricardo Adriano Massara Brasileiro

Mestre

 

Ricardo Wagner Rodrigues de Carvalho

Mestre

 

Sandra Mara S. Rodrigues Carsalade

Mestre

 

Simone Teresinha Chaves de Andrada Ibrahim

Mestre

 

Suzana Santi Cremasco

Mestre

 

Tereza Cristina Monteiro Mafra

Doutora

 

Thales Poubel Catta Preta Leal

Mestre

 

Thiago Lopes Decat

Doutor

 

Thiago Martins Almeida

Mestre

 

Valter de Souza Lobato

Doutor

 

Vinicius José Marques Gontijo

Doutor

 

Virgínia Afonso Oliveira Morais da Rocha

Mestre